Além das aulas de inglês da 4Little, pode ser extremamente benéfico para os nossos alunos uma exposição ainda maior à segunda língua em casa, em momentos fora das aulas. Quanto maior o contato com uma língua, mais fácil é de se atingir a fluência. De acordo com esse pensamento, quanto mais estímulos em inglês a criança tiver em casa, mais espontânea será a produção dessa segunda língua pela criança.

Se você, responsável, for falante de língua inglesa, pode ser vantajoso para a criança se você exercitar com ela alguns vocabulários simples: “Thank you”, “You’re welcome”, “Good morning” e “Good night” são exemplos que podem ser utilizados com as crianças desde pequenas: além do vocabulário em si, as crianças se familiarizam com a pronúncia e com a sonoridade da língua inglesa o que, posteriormente, pode contribuir para o desenvolvimento das habilidade de compreensão e produção oral.

E por que não assistir desenhos em inglês? Um momento de descontração pode ser também um momento em que, indiretamente, a criança também aprende inglês. Os desenhos podem contribuir com vocabulários como cores, números e formas, palavras-chaves para uma boa base de um processo de aprendizagem.

Além dos desenhos, podemos utilizar a tecnologia para ouvirmos canais de músicas em inglês com os pequenos. As músicas apresentam rimas, sons de animais, além de desenvolver a habilidade da compreensão auditiva, principalmente pelo fato desses canais serem feitos por falantes nativos da língua inglesa.

 Já com os alunos mais velhos, descobrir cantores ou bandas que cantem em inglês e estimulá-los a ouvir e aprender a cantar essas músicas pode ser benéfico. Atitudes simples como “Vamos aprender a cantar essa música juntos?” proporcionam não só um momento agradável em família, mas também exercitam a leitura de músicas e a pronúncia ao aprender a cantá-las.

Leave a Reply